sábado, 7 de maio de 2011

10 Filmes de Juliette Binoche



Juliette Binoche nasceu em Paris, filha de uma atriz em um escultor, no dia 9 de março de 1964.
Descendente de brasileiros, flamengos, franceses, marroquinos e poloneses, teve seus avós maternos, poloneses e católicos, levados ao campo concentração de Auschwitz, por serem considerados "intelectuais".
Atuou em 44 filmes desde os 18 anos, tendo sido indicada ao César pela primeira vez de oito até aqui (por Rendez-Vous) aos 21 anos. Ganhou um Oscar de atriz coadjuvante por "O Paciente Inglês" e o prêmio de melhor atriz em Cannes 2010 por "Cópia Fiel".
Esta lista traz 10 dos filmes de Juliette. Apenas uma amostra do seu ótimo trabalho.


1.  Cópia Fiel (brilhante exercício de metalinguagem, confundindo o encontro de um escritor e uma marchand na Toscana, com o livro sobre cópias e um casal com uma história de 15 anos, que eles reproduzem ou copiam... Kiarostami, mesmo fora do Irã, é um cineasta precioso, que sabe mexer com a imaginação e dar fluidez à narrativa. belo filme que deu a Juliette o prêmio principal de Cannes)


2.  A Liberdade é Azul (após um trágico acidente de carro, uma famosa modelo internacional - Juliette - perde o marido e a filha pequena. ela tenta o suicídio e tem que conviver com outras dores, como a mãe doente e a amante grávida do marido. um filme dolorido e genial, a obra-prima do polonês Krzysztof Kieslowski)


3.  O Paciente Inglês (no final da segunda guerra, uma enfermeira canadense - Juliette -, na Toscana, cuida de um piloto inglês seriamente queimado num acidente de avião. durante sua recuperação, ele relembra seu passado e um tórrido romance que teve. o filme levou 9 Oscars, inclusive de melhor filme, diretor para Anthony Minghella e atriz coadjuvante para Binoche, embora não fosse coadjuvante)


4.  A Insustentável Leveza do Ser (na Praga de 1968, um médico - Daniel Day Lewis - procura passar ao largo do ambiente político e concentrar-se na própria felicidade. apesar de não querer compromisso, envolve-se num triângulo amoroso com uma artista plástica - Lena Olin - e uma bela garçonete, que sonha ser fotógrafa - Juliette - e a chegada do comunismo acaba por afetá-los. adaptação de Jean-Claude Carrière para o best-seller de Milan Kundera e dirigido por Philip Kaufman. ótimo filme, que tornou Binoche numa estrela internacional)


5.  Paris (Romain Duris é um parisiense que está doente e a expectativa de morrer em breve, o faz dar mais valor à vida. cuidado pela sua irmã, assistente social, e convivendo com seus sobrinhos, passa a observar a vida da cidade através de histórias que se entrelaçam com a sua, ainda que só a tangenciem. luminosa presença de Juliette Binoche como sua irmã num bonito filme)


6.  Perdas e Danos (Jeremy Irons é um dos líderes do parlamento inglês, um homem de reputação exemplar, até se apaixonar pela noiva de seu filho - Juliette - e envolver-se num romance tão arrebatador, quanto perigoso. um filme sensual e tenso do ótimo Louis Malle)


7.  Chocolate (uma mulher - Binoche - e sua filha chegam a uma pequena cidade rural da França e abrem uma chocolateria. os moradores, muito fechados e religiosos, a princípio desconfiam da nova moradora, mas aos poucos se encantam pelos doces e a acolhem. simpático drama romântico, indicado a 5 Oscars, inclusive de melhor atriz para Juliette)


8.  Fuso Horário do Amor (Jean Reno é um homem de negócios correndo atrás da mulher que ainda ama, Juliette Binoche é uma cabeleireira bem perua fugindo do homem que não quer amar mais. os destinos dos dois se cruzam num aeroporto de Paris, com destinos e histórias opostos. greves, mau tempo e outros incidentes os obrigam a dividir um quarto de hotel e... se apaixonar. uma deliciosa comédia romântica)


9.  O Cavaleiro do Telhado e a Dama das Sombras (em 1832, quando a cólera vitima o sul da França, um jovem oficial italiano - Olivier Martinez -, perseguido pela polícia secreta austríaca ajuda uma mulher - Juliette - a procurar seu marido no caos. uma primorosa reconstituição de época, no filme mais caro já feito na França. um épico emocionante e romântico, que merece ser conhecido)


10.  Caché (um casal - Daniel Auteil e Juliette Binoche - é aterrorizado quando começa a receber uma série de fitas de vídeo mostrando a fachada da sua casa. gradualmente as imagens começam a dar indícios de que quem as gravou conhece bem o homem. um dos melhores filmes de Michael Haneke, que lhe valeu o prêmio de direção em Cannes) 


Veja ainda: "10 Filmes de Natalie Portman"

10 comentários:

  1. Adoro Juliette. Uma atriz madura, versátil, bela e suave nas interpretações. Bela incursão no magnífico e refinado cinema europeu. Paz e bem...

    ResponderExcluir
  2. Juliette é uma das minhas atrizes prediletas. Não só por ser uma grande atriz, mas sim pela sua versatilidade, por arriscar, por ser sempre inventiva. Não importa se num hollywoodiano ou num experimental, ela está lá honrando a história da arte de atuar.
    A Liberdade é Azul é um dos melhores filmes de todos os tempos! Gosto também dela em "Maria" (de Abel Ferrara), apesar de achar o filme inconsistente.

    Bela lista pra uma bela atriz e mulher!


    Flw Armandooo!

    ResponderExcluir
  3. Caché é conceituado mas achei ruim, filme de suspense que não dá nenhuma resposta plausível ao seu final... Eu sei que finais abertos são uma característica do cinema de Haneke, mas nesse caso ele passou do ponto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, ela dá uma respota... Mas ela estar Caché ("Escondida"). Além do mais, isso é mero detalhe numa obra tão inteligente...

      Excluir
  4. Grande atriz, assim como disse o Vitor sonsegue caminhar por varios "tipos de cinema" sempre com o mesmo talento.

    Seja nos estranhos filmes do Haneke até no chato O Paciente Inglês ela manda bem- e ainda foi capa da Playboy francesa(em um ensaio muito curto,4 pgns) sem medo de polêmicas.

    ResponderExcluir
  5. Armando,dia desses terminei de ler Asfalto Selvagem do Nelson e me dei conta quantos filmes-alguns realmente ruins- tem baseado nas obras do cara.Sei lá acho que daria uma lista bacana.

    ResponderExcluir
  6. Tirando CACHÉ, que é fodástico, o resto todo é muito meia-boca, muito chato. Vale uma olhada em Insustentável Leveza do Ser, que ela tá novinha e pelada :)

    ResponderExcluir
  7. A lista tinha que ter O morro dos ventos uivantes! A melhor Cathy do cinema foi a Juliette!

    ResponderExcluir
  8. Linda e maravilhosa Juliette! A liberdade é azul, O paciente inglês, Chocolate... BOns filmes, lindas atuações! E, como o colega anônimo acima mencionou, faltou mesmo "O morro dos ventos uivantes". Bela lista, parabéns!

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails