sábado, 2 de janeiro de 2016

Os 10 Melhores Filmes de 2015


Todos os anos eu faço no Listas de 10 a minha lista pessoal de melhores filmes. 
2015 foi um ano com muitos lançamentos, vários deles excelentes, mas provavelmente nenhum deles poderá ser lembrado para a posteridade como uma obra prima. 
Não é fácil chegar a apenas dez, por isso a lista está recheada de menções honrosas.
Como critério, os filmes que participam precisam ter estreado nos cinemas brasileiros ao longo do ano, por isso não valem os downloads e nem as mostras e festivais.
Aqui vão os melhores filmes estrangeiros de 2015, na minha opinião
(Os nacionais, com ótimos representantes, estarão numa lista à parte - clique aqui). 
Espero que gostem e descubram novos filmes.

1.  Sono de Inverno (vencedor da Palma de Ouro em Cannes 2014, este é mais um grande filme do diretor turco Nuri Bilge Ceylan. nele um ator aposentado, comanda um pequeno hotel na Anatólia com a esposa, de quem ele se afastou emocionalmente, e sua irmã, que ainda sofre com seu divórcio recente. no inverno, a neve desperta neles o tédio e o ressentimento. o filme desnuda a arrogância dos burgueses ilustrados e sua dificuldade em interagir com um ambiente mais simples, que os isola. os problemas todos têm origem na impossibilidade de comunicação entre seus mundos)

2.  Timbuktu (em tempos de estúpidas radicalizações religiosas nos países árabes, este filme é urgente e corajoso. mostra como as doutrinas são aplicadas à força e sem fundamentação por radicais absurdamente violentos. a direção do mauritano Abderrahmane Sissako é brilhante, fluente e tensa. um filme para contar a história do nosso tempo)

3.  Dois Dias, Uma Noite (uma operária - a deusa Marion Cotillard - perde seu emprego, pois outros trabalhadores da fábrica optaram por receber um bônus em vez de mantê-la na equipe. ela terá um final de semana para tentar reverter a situação, se conseguir convencer alguns de seus colegas a mudar seus votos. os irmãos Dardenne conseguem criar um suspense exasperante a partir de um drama humano, sem efeitos especiais e sem firulas)

4.  Acima das Nuvens (uma famosa atriz - Juliette Binoche espetacular - fica perturbada com o fato de uma jovem estrela de Hollywood ser escalada para interpretar o papel que a fez famosa vinte anos atrás. convidada a dividir o palco com a novata, ela viaja até os Alpes para ensaiar, onde conta com o apoio de sua assistente - Kristen Stewart. o diretor Olivier Assayas consegue elevar a tensão da relação da atriz com sua assistente e com a jovem arrogante a níveis desconfortáveis. a paisagem ajuda a compor um mapa da consciência da personagem)

5.  Divertidamente (o melhor filme americano do ano, vem da Pixar, conta a história de uma garota desde o seu nascimento até seus doze anos, através das emoções contidas no seu cérebro, devidamente personificadas em Alegria, Medo, Raiva, Nojinho e Tristeza. uma ideia genial e inesperada para uma animação, mas tão bem engendrada que funciona maravilhosamente. emociona, diverte e faz pensar)

6.  Star Wars: O Despertar da Força (sob a batuta de J.J.Abrams, a tão esperada continuação da saga não decepciona. o roteiro busca elementos já reconhecidos de episódios anteriores para nos deixar confortáveis com o retorno. ao mesmo tempo, traz novos personagens bem construídos, que atualizam o contexto. muitas dúvidas se fecham e mais ainda se abrem para próximos episódios. a emoção da força está de volta)

7.  O Conto da Princesa Kaguya (baseada no conto popular japonês "O corte do bambu". Kaguya era um minúsculo bebê quando foi encontrada dentro de um tronco de bambu brilhante. passado o tempo, ela se transforma em uma bela jovem, cobiçada por cinco nobres, dentre eles, o próprio Imperador. cada quadro do filme é uma obra de arte. são aquarelas delicadas, com cores suaves e traços simples. o roteiro é ótimo, a lenda é bem contada, as personagens cativam. mais uma prova da força criativa dos estúdios Ghibli, que teve seu fim anunciado este ano)

8.  Mad Max: Estrada da Fúria (uau! George Miller conseguiu de novo. atualizou seu anti-heroi num filme com duas horas de ação constante, quase nenhuma coerência e muita diversão. após ser capturado por um malvadão, que controla o fornecimento de água no deserto, Max - Tom Hardy - se vê no meio de uma fuga espetacular engendrada pela amante do vilão - Charlize Theron sensacional de novo -, que tenta salvar um grupo de garotas)

9.  Mia Madre (uma diretora de cinema está filmando de seu novo longa-metragem, protagonizado por um confuso astro internacional - John Turturro. paralelamente, ela precisa lidar com sua vida pessoal, o fim de um relacionamento e a doença da mãe. o novo filme de Nanni Moretti, o melhor diretor italiano deste século, é sobre alguém que tenta controlar tudo ao seu redor, mas a realidade lhe escapa pelas mãos. com uma sensibilidade rara, emociona do riso as lágrmas. lindo!)

10.  La Sapienza (um arquiteto no auge da carreira, viaja para a Itália, em companhia da esposa, para completar seu livro sobre Francesco Borromini. no caminho eles conhecem um jovem casal de irmãos. o rapaz está prestes a iniciar a faculdade de arquitetura e aceita acompanhar o mestre numa visita à Roma. na viagem, um redescobre a alegria de viver e o outro supera suas ansiedades. o diretor Eugène Green "arquiteta" seu filme com uma encenação antinatural, que evidencia os reais sentimentos das personagens sem subterfúgios. brilhante exercício narrativo. um filme "estranho", mas valioso)

Extra:  Mais um Ano (esta pérola dirigida por Mike Leigh é de 2010, eu assisti no ano seguinte, mas só estreou de verdade no Brasil em 2015. por isso a coloquei como "extra". conta a história de um casal de meia-idade com um casamento feliz, narrado em quatro atos: na Primavera, a visita de uma amiga do casal que se encontra a passar por uma crise de meia-idade; no Verão, a chegada de um amigo de longa data, alcoólatra e esperançoso por uma oportunidade no amor; no Outono, o filho do casal apresenta a nova namorada, e talvez, futura esposa; no Inverno, o irmão do protagonista tenta superar uma depressão depois do falecimento da esposa. ninguém mostra a vida dos ingleses como Leigh. um filme abençoado por intérpretes espetaculares, a ponto de Imelda Staunton fazer apenas uma pequena - mas luminosa - participação no início do filme. simples como a vida. cinema de verdade)

Menções honrosas: 
- Nostalgia da Luz
- Táxi Teerã
- Whiplash: Em Busca da Perfeição
- Phoenix
- A Travessia
- 14 Estações de Maria
- Força Maior
- Norte, o Fim da História
- O Ano Mais Violento
- Sicario: Terra de Ninguém
- A Ilha do Milharal
- Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)
- As Mil e Uma Noites: Volume 1 - O Inquieto
- Leviatã

Outros destaques do ano: Livre, Cobain: Montage of Heck, Frank, A Canção do Oceano, Sniper Americano, O Jogo da Imitação, A Teoria de Tudo, Nick Cave: 20.000 Dias na Terra, O Amor é Estranho, Para Sempre Alice, Mapas para as Estrelas, Cinderela, Missão: Impossível - Nação Secreta, Ex Machina, Uma Nova Amiga, A Gangue, As Maravilhas, Quando Meus Pais Não Estão em Casa, Um Pombo Pousou num Galho Refletindo sobre a Existência, Rainha e País, Woody Allen - Um Documentário, Love, Nocaute, Evereste, Amy, Perdido em Marte, A Colina Escarlate, Ponte dos Espiões, Capital Humano, Pecados Antigos Longas Sombras, Labirinto de Mentiras, O Clã, O Desaparecimento de Eleanor Rigby, O Clube, Dheepan: O Refúgio...

Veja ainda: "Os 10 Melhores Filmes Brasileiros de 2015"




5 comentários:

  1. Divertida Mente e Mad Max: Estrada da Fúria me surpreenderam demais, porque ia assistir sem muita expectativa, pensando que era um daqueles filmes tipo arrasa-quarteirão. Star Wars! Não tem como não amar! <3

    Mia Madre, Timbuktu e Acima das Nuvens estão na minha watchlist.

    Acho que Boyhood - Da Infância a Juventude merece estar lista ou até nas menções honrosas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Germano!
      Boyhood foi lançado em 2014 e está em primeiro da lista do ano passado. Filmaço!
      Abs!!!

      Excluir
  2. divertidamente deveria estar em primeiro lugar,esse filme é muito bom

    ResponderExcluir
  3. Oi Armando, parabéns pelo blog (sempre sensacional), gostaria de saber sua expectativa de quem ganha o Oscar de melhor Filme? Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Renata!
      Obrigado pelo elogio!
      Eu dei meus palpites furados para o Golden Globe em outro blog: http://listasdeestreias.blogspot.com/2016/01/meus-palpites-para-os-golden-globe-2016.html
      Acho que quem está despontando para o Oscar de melhor filme é "O Regresso", que não me agradou muito não.
      Se eu fosse votar, escolheria "O Quarto de Jack".
      Um filme que não vai vencer, mas me deixaria muito feliz, é "Mad Max". Mas não vai acontecer.
      Abs!!!

      Excluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails