sábado, 5 de janeiro de 2013

10 Melhores Filmes Brasileiros de 2012


Como todos os anos, o blog seleciona os melhores filmes nacionais lançados em nossos cinemas.
2012 foi um ano especialmente frutífero para o cinema brasileiro, com dezenas de bons filmes lançados e boas bilheterias, que só incentivam a sua produção e exibição.
Esta lista destaca 10 filmes, mas muitos outros merecem ser lembrados.
Confiram e comentem!

1.  Xingu (bem dirigido por Cao Hamburger, é importante para conhecermos a história dos povos indígenas da Amazônia e a fantástica contribuição dos irmãos Villas Bôas, figuras que deveriam ser mais lembradas e reverenciadas na nossa história. produção impecável, com destaque para as belas trilha sonora e a fotografia. o elenco - profissional e amador - está ótimo e o roteiro não faz concessões fáceis ao drama ou romance. uma obra emocionante e relevante, que deve ser vista no cinema - e não mutilada na rede Globo)

2.  Febre do Rato (a história de um poeta inconformado, que banca seu próprio tablóide, e o universo de liberdade que o cerca. poesia em estado puro, a arte como necessidade fisiológica. Cláudio Assis consegue tirar uma visceralidade única de seu filme. ao contrário de suas obras anteriores, este é alegre, sensual, espontâneo. um belo filme, com linda fotografia em PB de Walter Carvalho)

3.  Histórias que Só Existem Quando Lembradas (uma jovem fotógrafa, seguindo a pé pelos trilhos de trem, chega a uma cidade abandonada do Vale do Paraíba, onde uma pequena comunidade de idosos sobrevive, mantendo as tradições locais. a história começa com aparência de documentário, tem uma narrativa lenta, mas tudo vai se encaixando até o desfecho perfeito. um filme surpreendente, com um quê de sobrenatural. visto por poucos, que merece ser conhecido)

4.  Girimunho (numa cidadezinha do sertão mineiro, duas senhoras acompanham o girar do redemoinho. a primeira lida com naturalidade com a perda do marido, suas lembranças e seu fantasma. a segunda carrega no tambor a alegria de seu povo. a vida segue um ritmo totalmente diferente do nosso e nos causa estranheza. é fascinante entrar na vida dessas mulheres, acompanhar sua visão do mundo e sua razão de viver. belo filme!)

5.  Cara ou Coroa (um diretor de teatro convence seu irmão a abrigar dois militantes comunistas na casa da namorada, trazendo perigo para todos. o diretor Ugo Giorgetti é um grande construtor de tipos. aqui ele traz sua memória carinhosa de 1971, auge da ditadura militar, onde os jovens ainda eram idealistas e até ingênuos. o filme é excelente como um todo, mas brilha com dois grandes atores, Otávio Augusto como o tio reacionário e Walmor Chagas como um general rigoroso e, ao mesmo tempo, um avô terno)

6.  Gonzaga, de Pai para Filho (a história de Luís Gonzaga, sua carreira de altos e baixos e sua relação conflituosa com o filho Gonzaguinha. deixando de lado as liberdades históricas, o roteiro é bem estruturado, a música épica e o drama bem contado, que comove sem apelações. um bom filme de Breno Silveira, que em 2012 também lançou o irregular 'À Beira do Caminho')

7.  Uma Longa Viagem (o Brasil vem criando uma tradição de bons documentários. dentre as dezenas de ótimos exemplares lançados em 2012, destaco este, que foi o grande vencedor do festival de Gramado em 2011, tanto pelo conteúdo, quanto pela forma. a diretora Lúcia Murat conta a história de seu irmão mais novo, que para fugir da ditadura nos anos 1970, viveu num mundo de aventuras e, apesar de inteligente e articulado, acabou consumido por elas e pelas drogas. o filme parece não fazer juízo de valor, afinal, nos cerca de 8 anos de loucuras, ele deu duas voltas ao mundo, mas fica claro que pagou o preço, por não ter conseguido voltar ao mundo real como seus amigos. um belo documentário, com uma boa interpretação de Caio Blat, lendo as cartas do irmão quando jovem)

8.  Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios (no interior da Amazônia, um fotógrafo de passagem acaba se envolvendo com a linda e instável esposa de um pastor, com consequências desastrosas. o talentoso diretor Beto Brant consegue dar fluidez ao filme. cercou-se de atores dedicados, que criaram personagens ricos e profundos. destaque para Camila Pitanga, que se entrega a um personagem difícil e faz um trabalho memorável. ótimo filme)

9.  2 Coelhos (um intrincado e elaborado thriller policial paulistano, que busca sua própria fórmula, sem copiar os similares americanos. um jovem decide fazer justiça com as próprias mãos através de um complexo plano, que vamos desvendando aos poucos. empolgante e visualmente inventivo, é um bom exemplo da maturidade técnica do nosso cinema)

10.  Raul Seixas: o Início, o Fim, o Meio (outra tendência do cinema nacional são os documentários musicais. Raul é um personagem perfeito por sua trajetória e sua personalidade. o diretor Walter Carvalho consegue, através de bons depoimento e alguns bons achados, construir o lado humano do ícone pop, da infância à morte precoce. um retrato digno)

Menções honrosas: A Música Segundo Tom Jobim, À Beira do Caminho, Vou Rifar Meu Coração, Era uma Vez Eu Verônica, Tropicália, Paraísos Artificiais, Menos que Nada, Corações Sujos, Heleno, Boca.

Veja ainda: "Os 10 Melhores Filmes de 2012"

11 comentários:

  1. E por que não
    ERA UMA VEZ EU, VERÔNICA
    TROPICÁLIA e
    A MÚSICA SEGUNDO TOM JOBIM?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Poema,
      Eles estão nas menções honrosas porque eu tinha que escolher dez.
      De qualquer forma, é uma ótima novidade termos filmes para escolher dentre os melhores lançamentos nacionais.
      Obrigado por dar sua opinião!
      Abs!!!

      Excluir
  2. O melhor é dois coelhos.Imperdível.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Está na lista de melhores de 2011, ano em que foi lançado.

      Excluir
  4. Concordo, 2 coelhos é o melhor.

    ResponderExcluir
  5. Para com isso, cadê O Homem do Futuro ??
    Um dos melhores filmes nacionais da história, o melhor de 2012.

    ResponderExcluir
  6. Ele não vai postar filme de 1900 no post sobre 2012, ok?

    ResponderExcluir
  7. Já ia falar de paraísos artificiais, mais vi nas mencoes, super filme, pena que o cinema brasileiro seja mais adimirado fora do que no proprio país.

    ResponderExcluir
  8. o homem que copiava é o melhor filme brasileiro de todos os tempos,eu achei estranho ele não estar em primeiro lugar e xingu é um filme muito ruim,quando eu fui ver no cinema teve até um cara que dormiu no cinema de tão chato que é o filme

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails