segunda-feira, 19 de agosto de 2013

10 Filmes de Glória Pires


Glória Maria Cláudia Pires de Morais nasceu no Rio de Janeiro em 23 de agosto de 1963, filha da produtora e empresária Elza Pires e do ator Antônio Carlos Pires.
Começou em televisão aos cinco anos de idade na telenovela "A Pequena Órfã", da TV Excelsior. Depois, em 1972, trabalhou ao lado do pai e do humorista Chico Anysio em 'Chico City', ainda na época da TV em preto e branco.
Nas novelas criou personagens icônicos, como a Maria de Fátima de 'Vale Tudo' ou as gêmeas Ruth e Raquel de 'Mulheres de Areia'.
Sua carreira em cinema é esporádica, mas tem se intesificado nos últimos anos, graças a sucessos como a franquia 'Se Eu Fosse Você' e tem lhe rendido diversos prêmios.
Confira 10 filmes de uma das melhores atrizes brasileiras.

1.  Flores Raras (Glória, falando inglês e com uma perfeita composição corporal, brilha no papel da arquiteta Lota de Macedo Soares, personagem importante dos anos 1950, responsável pelo projeto do aterro do Flamengo. o filme foca sua relação com a poeta americana Elizabeth Bishop - Miranda Otto também ótima. bom filme de Bruno Barreto. * como o filme será lançado em Los Angeles no final do ano, visando as pré-indicações da Academia, Glória é a grande aposta de Barreto para receber uma indicação de melhor atriz no próximo Oscar. as chances são grandes, vamos torcer!)

2.  É Proibido Fumar (dirigido por Anna Muylaert. Glória vive no apartamento que herdou da mãe e é uma fumante compulsiva. quando um cantor de churrascaria - Paulo Miklos excelente - muda-se para o apartamento vizinho, ela decide parar de fumar para conquistá-lo. o papel deu a ela os prêmios de melhor atriz no festival de Brasília, o da APCA e dois prêmios Contigo)

3.  Se Eu Fosse Você (uma professora de coral e seu marido publicitário trocam de corpo para aprenderem que a vida do outro não é tão fácil como imaginavam. comédia inspirada numa trama clássica do cinema americano, mas que funcionou bem com o casal Glória Pires e Tony Ramos e tornou-se a maior bilheteria de um filme nacional em 2006 - com mais de 3,6  milhões de espectadores. o que motivou uma continuação em 2009 e outra prevista para 2014)

4.  O Quatrilho (dirigido por Fábio Barreto, conta a história de dois casais,  de uma comunidade rural de imigrantes italianos do Rio Grande do Sul, que vivem sob o mesmo teto e acabam trocando de par. destaque, claro, para Glória Pires - melhor atriz em Havana e no APCA - e Patrícia Pillar. graças ao bom roteiro baseado no livro de José Clemente Pozenato, o filme foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1996)

5.  Índia, a Filha do Sol (estreia de Gloria Pires no cinema, em 1982, também dirigida por Fábio Barreto, no papel de uma jovem índia que se apaixona por um soldado branco, numa região de garimpo em Goiás. o filme ficou mais lembrado pela bela canção "Luz do Sol" de Caetano Veloso)

6.  Memórias do Cárcere (obra clássica de Graciliano Ramos, adaptada por elson Pereira dos Santos, contando o período em que o escritor - vivido brilhantemente por Carlos Vereza - ficou preso por conta de suas convicções políticas. Glória interpreta Heloísa, esposa de Graciliano, que faz algumas visitas à prisão e já chamava a atenção pela intensidade de sua composição)

7.  Primo Basílio (na transposição da obra de Eça de Queirós para a São Paulo de 1958, quem rouba o filme é Glória Pires no papel da empregada feiosa que chantageia a patroa para não revelar seu caso com o primo. sem ela, o filme estaria completamente perdido)

8.  A Partilha (quatro irmãs - Glória Pires, Lília Cabral, Andréa Beltrão e Paloma Duarte - se reúnem para o enterro da mãe e começam a discutir a divisão dos bens. baseado numa peça de sucesso de Miguel Falabella e dirigido por Daniel Filho, é divertido e terno. Glória é a irmã mais velha e conservadora, casada com um militar) 

9.  O Guarani (Glória Pires vive Isabel - a meio-irmã da personagem central, Ceci - filha de um português com uma índia, que é apaixonada por Álvaro, que por sua vez gosta de Ceci, que ama o índio goitacá Peri. nada se salva nesta versão de Norma Bengell de 1996 para a obra clássica de José de Alencar, nem Glória)

10.  Lula, o Filho do Brasil (o único ponto positivo desta biografia oportunista e farsesca do então presidente Luis Inácio da Silva é a participação de Glória Pires no papel de dona Lindu, mãe do protagonista. um merecido fracasso de público e crítica. foi último filme de Fábio Barreto, que está em coma desde um acidente na véspera do lançamento)

Outros filmes: 'Se Eu Fosse Você 2', 'Jorge, um Brasileiro', 'Besame Mucho' e 'Pequeno Dicionário Amoroso'.
Em Breve: 'Nise da Silveira: Senhora das Imagens' e 'Se Eu Fosse Você 3'.


Veja ainda: "10 Filmes de Walter Salles"





10 comentários:

  1. Boa lista, a Gloria além de boa atriz é linda, na minha opinião mais que sua filha, a cléo.

    ResponderExcluir
  2. "A partilha" é hilário. Vale muito a pena assistir!

    ResponderExcluir
  3. um filme brasileiro ganhando oscar? ke piada.. a única coisa ke eses atores nacionais sabem fazer é novela na globo..mas cnvenhamos,qualker bocó atua numa novela..kero ver é ser um ator d verdade no cinema... certamente ese meu cmentário será deletado pois falou a verdade..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tá precisando assistir a mais filmes e aprender a escrever direito

      Excluir
    2. Alguém precisa valorizar o cinema nacional. Aqui temos grandes atores e atrizes e alguns diretores renomados e outros com grande potencial.

      Excluir
  4. A indicação brasileira para o oscar é o filme O Som ao Redor de Kleber Mendonça Filho!! do qual Glória Pires nem faz parte.

    http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2013/09/brasil-indica-o-som-ao-redor-para-tentar-vaga-no-oscar.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá desconhecido(a)!
      Deixa eu te explicar... O que acontece é que os produtores do filme "Flores Raras" (a família Barreto) prepararam um esquema de lançamento do filme em Los Angeles no final de dezembro para que o filme possa ser considerado ao Oscar em várias categorias, com foco nas atrizes Glória Pires e Miranda Otto.
      Bruno Barreto trabalha em Hollywood há muitos anos e sabe bem como funcionam os meandros da premiação. Por isso mesmo as chances do filme ser indicado são bastante boas.
      Essa estratégia absolutamente independe do Oscar da categoria filme estrangeiro, para o qual o "Flores Raras" não pode nem ser pré-indicado, já que é falado em inglês em mais de 90% dos diálogos.
      Obrigado pela oportunidade de esclarecer!
      Abs!!!

      Excluir
    2. Sim, o nosso amigo desconhecido deveria pesquisar antes de copiar e colar do G1. O mesmo fato aconteceu com Cidade de Deus, que não foi o nosso representante no Oscar, mas recebeu 4 indicações (diretor, roteiro adaptado, fotografia e montagem) por ter sido colocado no circuito por uma produtora...

      Excluir
    3. Cidade de Deus foi nosso representante sim, mas os votantes específicos da parte de filme estrangeiro não o selecioram. Como o filme fez muito sucesso internacional e também de crítica, os produtores se reuniram para não lançar o filme em DVD lá nos Estados Unidos e colocarem o filme para passar em algumas cinemas de lá durante uma semana, pelo menos, para poder concorrer. Com isso, a academia concertou o erro.

      Excluir
  5. Gória Pires é uma das nossas melhores atrizes brasileiras! Ela estar ótima em "Flores Raras", vamos torcer para, no mínimo, seu trabalho seja reconhecido fora do país.

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails