quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

10 Filmes de Lars von Trier


Lars Trier nasceu em Copenhagen em 30 de abril de 1956. A partícula "von" - que identifica as famílias nobres - ele acrescentou durante a escola de cinema, um detalhe que reafirma sua ambição.
Polêmico e ousado, Trier é o cineasta dinamarquês mais bem sucedido desde Carl Dreyer.
Ganhou até aqui cerca de 76 prêmios e mais as indicações. Dentre eles está uma Palma de Ouro em Cannes por "Dançando no Escuro", festival que sempre o recebeu bem até 2011, quando após a exibição de "Melancolia" fez uma declaração infeliz simpática a Hitler, o que o fez ser expulso da competição.
Confira uma lista com 10 dos filmes que ele dirigiu!

1.  Ninfomaníaca (Charlotte Gainsbourg é uma mulher jogada num beco que é ajudada por um homem mais velho, a quem conta sua história, marcada pelo vício em sexo. um filme concebido para chocar com cenas explícitas de sexo, mas que coloca a questão central de forma artificial. a duração absurda faz com que o filme se arraste sem necessidade, precisando ser dividido em duas partes, um desrespeito ao público. afogado pelo marketing e pela megalomania, a obra acaba escondendo suas qualidades)

2.  Dançando no Escuro (obra-prima de Trier, vencedora da Palma de Ouro em 2000, uma imigrante tcheca - a cantora pop Björk - muda-se para a América com intenção de curar o filho da doença congênita que a está deixando cega. um filme denso, lento, triste e belíssimo)

3.  Dogville (Nicole Kidman é uma mulher que, fugindo de mafiosos, pede abrigo numa comunidade do Colorado. em troca da proteção tem que trabalhar para os moradores, até que seus perseguidores a encontram. brilhante e original, se destaca pelos cenários compostos apenas de marcações no chão e alguns objetos de cena. o elenco excepcional ajuda a torná-lo um clássico)

4.  Melancolia (um filme-metáfora pouco sutil sobre a depressão, o grande mal moderno, que nos aflige e destrói nosso mundo particular, que surge aqui forma de um planeta inteiro. fala da relação entre duas irmãs, que durante o casamento de uma delas ficam sabendo que o mundo vai acabar com a colisão de um planeta com a Terra. grandes interpretações de todo o elenco - Kirsten Dunst e Charlotte Gainsbourg á frente -, ótimos diálogos e direção segura e inventiva de Trier. um filme que provoca e faz pensar)

5.  Anticristo (a ação dos filmes de Trier costumam se passar dentro da mente dos protagonistas. neste ele explora a alma torturada de um casal que perde o filho bebê num acidente caseiro e confronta-se com seus próprios demônios. as cenas feitas para deixar o espectador desconfortável são tão fortes, que ficam acima do tom. não dá para assistir impune)

6.  Ondas do Destino (Emily Watson - indicada ao Oscar - é uma mulher ingênua de uma cidadezinha religiosa na Escócia que se casa virgem com um operário de uma plataforma de petróleo. eles vivem felizes até ele sofrer um acidente e ficar paraplégico. de volta, ele pede a ela que faça sexo com vários homens e lhe descreva tudo com detalhes. um filme angustiante e cheio de surpresas)

7.  Europa (logo após a segunda guerra, um americano descendente de alemães, vai trabalhar numa ferrovia na Alemanha, com a ideia de ajudar a reconstruir o país. acaba se envolvendo com a filha de um magnata das ferrovias, possivelmente uma simpatizante do nazismo. o roteiro é confuso, mas o visual é deslumbrante e valeu três prêmios em Cannes)

8.  Os Idiotas (um grupo de jovens intelectualizados resolve se passar por retardados, como forma de protesto e anarquizar a sociedade. um dos expoentes do manifesto Dogma 95, feito com recursos muito limitados, mas muita imaginação. provocativo, cáustico e divertido)

9.  Elemento de um Crime (numa Europa distópica, um detetive tenta desvendar os crimes de um serial-killer, usando métodos pouco convencionais. o filme tem um clima onírico, reforçado pela fotografia em tons de sépia. sua estética radical foi laureada com o Grande Prêmio Técnico em Cannes 1984. primeiro longa de Trier não envelheceu bem)

10.  Manderlay (continuação de 'Dogville', com Bryce Dallas Howard no papel que era de Nicole Kidman. após saírem do Colorado, Grace, o pai e sua caravana de mafiosos para numa fazenda do Alabama, onde, em 1933, ainda persiste um regime de escravidão. a América imaginária de Trier é muito real)

Outros filmes: O Grande Chefe, Cada um com seu Cinema, Medea, Epidemic,...

Veja ainda: "10 Filmes da Dinamarca"


3 comentários:

  1. Parabéns pelo site, adorei a ideia de Top10 em tudo. Não vejo muitos simples e criativos. Bjs e abraços.
    P.S. Já pensaram em colocar top10 de novelas? As últimas melhores novelas brasileiras até 2014... Seria incrível.

    ResponderExcluir
  2. Ninfomaníaca mto bom vi os dois... tb achei arrastado

    Anticristo me decepcionou.

    ResponderExcluir
  3. Exelente!!

    Amei o site,Ondas do Destino é lindo mesmo!!!

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails