quarta-feira, 10 de agosto de 2011

10 Filmes Essenciais 1960-1969



Os anos 1960 foram muito agitados. 
O mundo deu uma guinada à esquerda, com os movimentos estudantis, as drogas tornaram-se populares e ditaduras pipocaram por todo planeta.
O cinema nunca esteve tão prolífico e muitos grandes filmes foram lançados nessa época.
Selecionar apenas 10 foi a tarefa mais difícil até agora nesta série sobre filmes essenciais por década. Todos os dez são obras-primas do cinema e alguns dos meus filmes favoritos. Me perdoem pelas ausências.


1.  A Doce Vida (1960. o filme que descortina o estilo simbolista de Fellini, em diversas sequências geniais. satiriza a religião e a decadente sociedade romana da época, através do olhar de um jornalista que sonha em ser escritor, mas é escalado para cobrir escândalos de celebridades. ele se envolve com belas mulheres, uma delas estrela de Hollywood. numa cena icônica, banha-se com a atriz na Fontana di Trevi. delicioso, brilhante!)


2.  Persona (1966. mais do que um filme sobre a relação entre duas mulheres, uma paciente muda e uma enfermeira que fala sem parar, trata-se de um filme sobre o cinema, sobre a arte e o processo de produção de um filme. Ingmar Bergman nunca nos deixa esquecer que estamos diante de um filme e, mesmo assim, nos envolve com a trama. uma obra transcendental, obra de um gênio)


3.  2001, uma Odisseia no Espaço (1968. nos anos 60 o homem finalmente chegou à lua e as viagens espaciais eram assunto cotidiano em todo planeta. neste ambiente, Stanley Kubrick conseguiu produzir a ficção científica definitiva, que mantém-se atual até hoje. um roteiro brilhante, escrito a quatro mãos com o escritor Arthur C.Clarke que resultou numa obra sublime)


4.  Bonequinha de Luxo (1961. as comédias românticas começaram a ganhar uma pitada de pimenta, com personagens menos inocentes e mais cínicos. a Holly Golightly tinha a doçura de Audrey Hepburn, mas era uma garota de programa. baseado no livro de Truman Capote e dirigido por Blake Edwards, é um dos grandes momentos da história do cinema americano) 


5.  Rocco e Seus Irmãos (1960. conta as dificuldades e os dramas de uma mãe com quatro filhos jovens, que muda-se para a cidade grande em busca de uma vida melhor. lindíssimo filme de Luchino Visconti, um marco do neo-realismo italiano)


6.  Jules e Jim (1962. nem a primeira guerra consegue separar dois amigos, um francês e um alemão, que dividem até as namoradas, até que o segundo se casa com uma mulher difícil, por quem o amigo também se apaixona, o quê torna a relação deles ainda mais conturbada. um filme espontâneo, autoral de François Truffaut, símbolo da nouvelle vague e filme de cabeceira de uma geração inteira) 


7.  Lawrence da Arábia (1962. conta as aventuras do escritor T.E.Lawrence - Peter O'Toole em uma interpretação excepcional -, oficial do exército britânico na península arábica, responsável pela ligação com os rebeldes árabes no começo do século XX. um épico grandioso de David Lean, absolutamente deslumbrante)


8.  Z (1969. inspirado em fatos reais ocorridos na Grécia em 63 a partir da morte de um líder de esquerda, que se opunha à instalação de uma base militar americana. um suspense político eletrizante dirigido por Costa-Gavras e proibido em vários países, como no Brasil por décadas. talvez o melhor exemplo dos filmes políticos dos anos 60)


9.  Três Homens em Conflito (1966. longe de Hollywood, o diretor italiano Sergio Leone inventou o western-spaghetti, uma versão estilizada dos faroestes americanos, sempre embalados pelas trilhas geniais de Ennio Morricone. filmes como este ficaram melhores que a matriz)


10.  A Bela da Tarde (uma mulher casada, jovem, bela e infeliz, decide procurar um bordel durante o dia para realizar suas fantasias e acaba vivendo essa vida dupla com frequência. um filme polêmico do genial surrealista Luis Buñuel, estrelado pela belíssima Catherine Deneuve) 


Menções honrosas: Bonnie e Clyde, Sem Destino, Amor Sublime Amor, Se Meu Apartamento Falasse, Psicose, Dr. Fantástico, Yojimbo, O Pagador de Promessas, A Batalha de Argel. 8 1/2, Quem Tem Medo de Virgínia Wolff, Vício Maldito, Butch Cassidy, A Primeira Noite de um Homem, O Vento Será Tua Herança, Meu Ódio Será Tua Herança, O Bebê de Rosemary, O Leopardo, Perdidos na Noite, Dr. Jivago, Acossado, A Noviça Rebelde, Se..., A Tortura do Medo, A Noite, Vidas Secas, Blow-Up, Terra em Transe.


10 comentários:

  1. Armandinho como sempre trazendo uma ótima lista .Acredito que deve ter sido bem dificil fazer essa lista ,devido as várias obras primas dos anos 60.Só sinto falta de "Uma Mulher para dois","A Grande testemunha" ,O desprezo,Viridiana,A primeira noite de um homem e tantos outros ,mas como eu disse ,é muito dificil fazer uma lista com só 10 filmes quando se tem centenas .

    ResponderExcluir
  2. Camila,
    Obrigado pelo comentário!
    Você tem razão, foi bem doloroso fechar em 10.
    Só faço uma ressalva, eu utilizei o título 'Jules e Jim' em vez de 'Uma Mulher para Dois', mas é o mesmo filme.
    Abs!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu gostaria de ver Macunaíma(1969)(gosto do filme e do livro. rsrsrs) nas Menções. Mas, acho que já tem "Vidas Secas" então esta de bom tamanho.

    Como sempre gostei muito desta lista, deve ter sido bem difícil escolher os 10 principais.

    ResponderExcluir
  4. Só clássicas, e dessa lista eu tenho a vergonha de dizer que não assisti nenhum.

    ResponderExcluir
  5. não sei os outros mais 2001 é muito ruim, não assista pra não se decepcionar

    ResponderExcluir
  6. Persona é um filme maravilhoso.

    Acho Bonequinha de Luxo tão fraco,e me irrita tanto o fato do próprio filme parecer ignorar o fato da protagonista ser uma prostituta.Acho um filme bem bobo mesmo.Não gosto muito.

    ResponderExcluir
  7. O Anjo Exterminador, Luis Buñuel... poderia muito vem estar na lista

    ResponderExcluir
  8. Eu colocaria Farenheit 451 nessa lista.

    ResponderExcluir
  9. gente faltou pisicose rs

    ResponderExcluir
  10. A lista e as menções são muito boas, embora a ordem seja discutível. Deveria ter citado também 'A Hard Day´s Night" (Os Reis do Ie Ie Ie) de Richard Lester, com os Beatles. Além de transportar para as telas de forma muito criativa o maior fenômeno cultural de massa da história(a Beatlemania), também criou a chamada "linguagem de videoclip" (utilizando elementos da Nouvelle Vague), que hoje influencia muito o cinema americano.

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails