sábado, 30 de janeiro de 2010

10 Filmes de Carlos Saura


O espanhol aragonês Carlos Saura, nasceu em 1932, numa família ligada à arte - a mãe era pianista e o irmão, pintor. Cedo interessou-se pela fotografia, com a qual aprimorou sua visão artística.
Formou-se diretor de cinema no Instituto de Cinema de Madrid em 1957 e debutou em longas com um documentário, Cuenca, em 1958. 
Mesmo se dizendo influenciado pelo surrealista Luis Buñuel, encontrou sua luz própria e é reconhecido como precursor do neorealismo espanhol.
Saura sempre buscou um ponto de fusão entre o cinema e outras artes, como música, teatro, dança e pintura. Seus filmes musicais  introduziram flamenco, tango e o fado nas grandes telas de uma maneira única.
Selecionei 10 filmes do diretor, para ilustrar uma carreira tão relevante.


1.  Ana e os Lobos (1973. o filme faz uma alegoria - nem tão disfarçada - da Espanha durante a ditadura de Franco, ainda vigente. Geraldine Chaplin é uma jovem inglesa contratada para trabalhar numa mansão no campo da Espanha. no entanto sua beleza vai desequilibrar a paz entre os três irmãos que lá vivem, um místico - representando a igreja católica -, um militar e um sexualmente reprimido. em silêncio, Ana - que representa o povo espanhol - aceita passivamente, as investidas dos patrões, submetendo-se aos seus desejos. um filme essencial)


2.  Cria Cuervos (1976. o título faz referência ao ditado espanhol: "cria cuervos y te sacarán los ojos". através das lembranças de Ana - Geraldine Chaplin - de sua infância, quando aos 9 anos vê os pais morrerem num curto espaço de tempo e considera-se culpada, por achar que havia matado seu pai com um veneno poderoso - na verdade bicarbonato de sódio. o sentimento de culpa a acompanha à idade adulta. grande interpretação da menina Ana Torrent)


3.  Elisa, Vida Minha (1977. ao mesmo tempo em que passa por uma crise no casamento, Elisa fica sabendo que seu pai - Fernando Rey, melhor ator em Cannes -, que não vê há 9 anos, está doente. decide visitá-lo. aos poucos eles se reaproximam e ela tenta descobrir porque ele abandonou sua mãe anos atrás. um bonito drama, com uma pontinha de incesto) 


4.  Mamãe Faz Cem Anos (1979. uma família aproveita a comemoração do aniversário da matriarca para planejar sua morte e apoderar-se da herança. mas apesar de estar doente, a Mamá ainda tem muita força e personalidade, impondo sua autoridade perante os filhos gananciosos. indicado ao Oscar de filme estrangeiro)


5.  Bodas de Sangue (1981. o primeiro filme da trilogia flamenca de Saura. baseado na peça de Garcia Lorca, onde dois jovens apaixonados são impedidos, pelas famílias, de ficar juntos. tudo contado através da energética dança dos bailarinos Antonio Gades e Cristina Hoyos. um filme simples e poderoso. obra-prima)


6.  Antonieta (1982. uma psicóloga francesa investiga o suicídio de mulheres no século XX e se detém no caso de uma mexicana, que se matou na Notre Dame com um tiro no peito. na sua pesquisa, acaba traçando um painel do México e suas revoluções quase 50 anos antes. um ponto de intersecção com a obra de Luis Buñuel, no tema, na locação e até no roteirista, Jean-Claude Carrière, habitual parceiro do mestre)


7.  Carmen (1983. segunda parte da trilogia flamenca. um grupo de dançarinos de flamenco está ensaiando uma montagem do drama de Prosper Merimee, quando o coreógrafo se apaixona pela dançarina principal, vivendo uma história similar à da peça. a música de Bizet e a coreografia de Antonio Gades empolgam. indicado ao Oscar). 


8.  O Amor Bruxo (1986. último ato da trilogia, conta a história de uma cigana, que no dia de seu casamento, tem o noivo dado como morto. depois de casar-se com seu novo marido, ele descobre que todas as noites à meia-noite ela sai para dançar com o fantasma do antigo noivo. o mais fraco dos três, tem o mérito de trazer um pouco da cultura cigana tão presente na Espanha)


9.  Tango (1998. um autor e diretor teatral, apesar do sucesso, está em crise. abandonado pela mulher, refugia-se nos ensaios do espetáculo que prepara sobre tango. o mafioso produtor impõe sua protegida para o papel principal. impressionado com o talento da garota, acaba tornando-se seu amante. uma trama típica de tango, com fotografia quente e maravilhosa de Vittorio Storaro. indicado ao Oscar e Globo de Ouro de filme estrangeiro)


10.  Fados (2007. causou espécie em Portugal, um diretor estrangeiro ser convidado a dirigir uma grande produção sobre a música mais querida do país. na verdade o filme é uma sucessão de belos clipes, mostrando também as origens do fado, incluindo o lundu mineiro. participações de Chico Buarque, Caetano Veloso e Toni Garrido, de onde só o primeiro se salva. um filme desnecessário)

Um comentário:

  1. Eu incluiria mais um filme do Saura nesta lista: "Goya en Budeos".
    é isso aí!
    andrérnica...

    ResponderExcluir

Todo comentário do Listas de 10 será moderado para evitar abusos.
Por isso mesmo, não são publicados imediatamente. Seja paciente!
Ao final de seu comentário, identifique-se! É chato conversar com anônimos.
Obrigado!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails